Buscar
  • Cássio Santiago

A influência dos calçados, como escolher?

A história evolutiva dos seres humanos mostra que andar descalço é a situação biologicamente natural. O uso de calçado continua sendo necessário, especialmente em superfícies não naturais, no atletismo e em patologias, mas dados atuais sugerem que calçados que não respeitem a forma e a função do pé natural acabarão alterando a morfologia e o comportamento biomecânico do pé.


Então, o que considerar na hora de escolher seus calçados?

1. HORÁRIO DA COMPRA

O final do dia é quando os pés estão mais inchados e esse é o momento ideal para experimentar calçados, assim você garantirá a compra de um calçado que não vai causar incômodos, nem mesmo quando os pés estiverem inchados. Ao provar um calçado é comum experimentar apenas um dos pés, mas a verdade é que devemos provar os dois, pois um pé geralmente é um pouco maior que o outro. O tamanho ideal para você deve ter como base o pé maior.


2. FLEXIBILIDADE

Cheque o ponto de flexibilidade antes de você testar o calçado. Você pode fazer isso segurando o tênis pelo calcanhar e pressionando a ponta dele no chão. Ele deve dobrar e curvar ao longo da mesma linha que seu pé flexiona. Normalmente, os materiais sintéticos são mais rígidos e não permitem uma boa mobilidade dos pés. Eles podem causar os indesejáveis calos ou formar bolhas, além de mudar o comportamento biomecânico e morfológico dos pés.


3. COMPRIMENTO E LARGURA

Os pés incham e alongam durante o dia, então tenha certeza de que há um espaço de um polegar entre seu maior dedo do pé (nem sempre é o dedão) e o fim do calçado. Um amigo ou um vendedor podem medir isso enquanto você fica de pé com seus tênis amarrados. Seus dedos também deve podem se mexer para cima e para baixo sem problemas. A parte de cima do tênis deve ficar confortável e segura em volta do "peito do pé", se você sentir pressão ou aperto nessa área, é porque precisa de mais espaço. Se um calçado que parece ótimo nos outros aspectos tem pontos de pressão no seu pé embaixo do cadarço, tente algumas formas alternativas de amarrá-lo antes de pular para o próximo.


4. AMORTECIMENTO

O amortecimento não é exclusivo dos tênis. Qualquer material que possa melhorar o impacto dos pés com o chão pode ser considerado um amortecedor.


5. TIPO DE PÉ E PISADA

É muito importante descobrir a anatomia do seu pé e como você pisa. Os pés que têm algum tipo de alteração podem ser chamados de cavos, planos, pronados, supinados, entre outros. Para descobrir o seu tipo de pé e de pisada, você pode realizar um exame chamado Baropodometria Computadorizada e com essas informações você saberá como escolher sapatos confortáveis e compatíveis com os seus pés ou até mesmo para confecção de uma palmilha que possa estabilizar a alteração.




01.png

Rua Itatuba, 201, Edf. Cosmopolitan, Sala 808, Iguatemi - Salvador/Bahia

Tel.: 71 3052-5992

  • Instagram Icon
  • Facebook Icon
  • Whatsapp Icon

© Copyright 2010-2020 | Cássio Santiago, Todos os Direitos Reservados.